sexta-feira, 15 de março de 2013

C. S. Lewis e a Teologia da Prosperidade | Josemar Bessa

C.s.lewis3Esses dias eu estava lendo algumas cartas que C. S. Lewis trocou com uma mulher que ele não conhecia que são muito instrutivas para a realidade e visão distorcida dos nossos dias. Eis alguns trechos:

Essa mulher escreveu a C. S. Lewis e lhe disse: “Eu não posso aceitar esse dinheiro que você quer me dar. Eu simplesmente não posso fazer isso”.

C. S. Lewis então disse: “Não seja tola. Você precisa neste momento disso, eu tenho como realizar isso, pegue, eu agradeço a Deus por poder fazer isso neste momento”.

A resposta da mulher foi: “Bem, eu vou aceitar então, e muito obrigada. Não me admira que Deus tenha te abençoado tanto lhe dando tanto dinheiro”.

C. S. Lewis respondeu a carta daquela mulher dizendo: “Cuidado com seus pensamentos em relação a isso. Em nenhum lugar no meu Novo Testamento eu vejo o dinheiro descrito como uma benção. Na verdade Jesus diz algo completamente diferente. Ele fala sobre o engano das riquezas:

Mas os cuidados deste mundo, e os enganos das riquezas e as ambições de outras coisas, entrando, sufocam a palavra, e fica infrutífera.”’-  Marcos 4:19

Cristo diz que é quase impossível para um homem rico entrar no reino dos céus:

E, outra vez vos digo que é mais fácil passar um camelo pelo fundo de uma agulha do que entrar um rico no reino de Deus.”  - Mateus 19:24

O que você chama de benção, tem um poder muito maior para destruir. Na verdade eu preciso te dar este dinheiro, ou ele provavelmente me destruiria. Não olhe para homens com recursos vendo nisso a prova de serem abençoados, provavelmente, isto é a marca de sua maldição eterna.”


Por: Josemar Bessa

In: C. S. Lewis e a teologia da prosperidade