terça-feira, 12 de fevereiro de 2013

Segurança Eterna é um Projeto Comunitário | John Piper [1/5]



Hebreus 3:12–19
12 Tende cuidado, irmãos, jamais aconteça haver em qualquer de vós perverso coração de incredulidade que vos afaste do Deus vivo. 13 Pelo contrário, exortai-vos mutuamente cada dia, durante o tempo que se chama hoje, a fim de que nenhum de vós seja endurecido pelo engano do pecado. 14 Porque nos temos tornado participantes de Cristo, se, de fato, guardarmos firme, até ao fim, a confiança que, desde o princípio, tivemos. 15 Enquanto se diz: Hoje, se ouvirdes a sua voz, não endureçais o vosso coração, como foi na provocação. 16Ora, quais os que, tendo ouvido, rebelaram-se? Não foram, de fato, todos os que saíram do Egito por intermédio de Moisés? 17 E contra quem se indignou por quarenta anos? Não foi contra os que pecaram, cujos cadáveres caíram no deserto? 18 E contra quem jurou que não entrariam no seu descanso, senão contra os que foram desobedientes? 19 Vemos, pois, que não puderam entrar pela incredulidade.


Dois grandes "ses"

Vamos analisar os "ses" presentes nesses versículos e focar em como nossa vida na igreja de Bethlehem (igreja do Pr. John Piper) pode nos ajudar a cumpri-los.

O Versículo 6b: "a qual [a casa de Cristo] casa [sua família, seu povo] somos nós, se guardarmos firme, até ao fim, a ousadia e a exultação da esperança". Observe cuidadosamente. O texto não diz: que nos tornaremos a casa de Cristo se guardarmos firme nossa esperança. O texto diz: somos sua casa se guardarmos firme nossa esperança. Em outras palavras, guardar firme nossa esperança é a demonstração e a evidência de que agora somos sua casa.

Então, examine o "se" do versículo 14: "Porque nos temos tornado participantes de Cristo, se, de fato, guardarmos firme, até ao fim, a confiança que, desde o princípio, tivemos". Novamente, observe uma vez mais a fraseologia cuidadosamente. O texto não diz: "Tornar-nos-emos participantes de Cristo no futuro se guardarmos firme a nossa confiança". O versículo diz: "Temos nos tornado participantes [no passado], se, de fato guardarmos firme nossa confiança". Em outras palavras, o guardar firme nossa confiança verifica que algo real e permanente tem acontecido a nós, tornamo-nos participantes de Cristo. Nós verdadeiramente nascemos de novo. Verdadeiramente, fomos convertidos. Fomos feitos verdadeiramente parte da casa de Cristo.

Qual então deveria ser a conclusão se não guardássemos firme a nossa confiança? A resposta não é que você deva cessar de ser um participante de Cristo, mas que jamais se tornará um participante de Cristo. Leia o texto cuidadosamente: "Porque nos temos tornado participantes de Cristo, se, de fato, guardarmos firme a confiança". E, desse modo, "se não guardarmos firme nossa confissão, não nos tornamos participantes de Cristo".



[1ª Parte] Dois grandes "ses"
[2ª Parte] Hebreus ensina a segurança da salvação eterna
[3ª Parte] Como você pode "se afastar de Deus" se você jamais foi um cristão?
[4ª Parte] Como podemos ter certeza de nossa segurança de salvação eterna?
[5ª Parte] Como a igreja nos ajuda a evitar que tenhamos um "perverso coração de incredulidade"?

Fonte: Desiring God
Tradução: Editora Fiel