segunda-feira, 6 de maio de 2013

Lanna Holder e Rosania Rocha, “Uma vergonha para o Evangelho de Cristo | Evandro Marinho

Após ler a entrevista aabaixo que esta disponível no Blog Genizah, gostaria de corrigir as respostas desta pessoa que se diz pastora.

Entrevista: Pastora que pregava cura gay revela "Fiz tudo o que a igreja mandou fazer para deixar de ser lésbica, não deu certo"

Ali no número 1600 da avenida São João, no centro de São Paulo, existe uma igreja evangélica em que as pessoas celebram a palavra de Deus, pagam dízimos, cantam em uníssono músicas animadas sobre o evangelho, e, em plena quarta-feira, lotam as cadeiras para acompanhar o culto. Tudo isso seria exatamente igual a qualquer outra igreja, se não fosse o fato de que a Comunidade Cidade de Refúgio se tratasse de uma igreja inclusiva, que recebe de portas abertas gays e lésbicas, sem julgamentos sobre suas orientações sexuais.

Para falar sobre a igreja, é preciso adentrar a história de duas mulheres que tiveram suas vidas completamente modificadas em 2002, quando se apaixonaram: Lanna Holder e Rosania Rocha.

EX-LÉSBICA E EX-HÉTERO

Lanna sempre soube sua orientação sexual e aos 17 anos teve sua primeira experiência com uma mulher. No entanto, acreditava que sendo lésbica seria condenada ao inferno. Aos 21 anos se converteu à religião evangélica e deixou de lado uma companheira. Pouco depois se casou com um pastor, teve um filho, e a religião passou a ser parte principal de sua vida. Pelas igrejas do Brasil, ela pregava sobre a “cura” a que havia sido submetida e passou a ser vista como um exemplo a ser seguido - e uma prova viva de que seria possível superar a homossexualidade.

Quero aqui começar concordando com Lanna em seu pensamento primária a cerca do lesbianismo: Realmente ele levará ao inferno aqueles que não se arrependerem e voltarem as origens. além do que a palavra é clara quanto as práticas homossexuais e quanto ao adultério:

Lv 18:20 Nem te deitarás com a mulher de teu próximo, para te contaminares com ela.

Lv 18:22 Com homem não te deitarás, como se fosse mulher; é abominação. (isto vale para ambos os lados)

O apostolo Paulo em Romanos deixa bem explicado que coisas como estas já aconteciam naquela época em que ele vivia, mas não quer dizer que Deus aprovava.

26 Por causa disso, os entregou Deus a paixões infames; porque até as mulheres mudaram o modo natural de suas relações íntimas por outro, contrário à natureza; 27 semelhantemente, os homens também, deixando o contato natural da mulher, se inflamaram mutuamente em sua sensualidade, cometendo torpeza, homens com homens, e recebendo, em si mesmos, a merecida punição do seu erro. 28 E, por haverem desprezado o conhecimento de Deus, o próprio Deus os entregou a uma disposição mental reprovável, para praticarem coisas inconvenientes, 29 cheios de toda injustiça, malícia, avareza e maldade; possuídos de inveja, homicídio, contenda, dolo e malignidade; sendo difamadores, 30 caluniadores, aborrecidos de Deus, insolentes, soberbos, presunçosos, inventores de males, desobedientes aos pais, 31 insensatos, pérfidos, sem afeição natural e sem misericórdia. 32 Ora, conhecendo eles a sentença de Deus, de que são passíveis de morte os que tais coisas praticam, não somente as fazem, mas também aprovam os que assim procedem.  (Rm 1:26-32)

Haverá uma condenação certa para quem prática coisas abomináveis a Deus e também aos que concordam com tais práticas (Rm 1.32), ou seja não há distinção de pecado entre a prática e a conivência.

Por outro lado tenho que de certa forma defender o que Lanna viveu, “Não existe cura para o homossexualismo”, pois o mesmo não é doença. Lanna pode ter sido induzida a achar que havia sido curada ou até mesmo liberta deste “suposto demônio do homossexualismo”  na verdade ela não foi nem curada nem liberta. O que Lanna deveria ter vivido a bíblia chama de “Novo Nascimento”, e quanto a isto me parece que não ouve.

2Co 5:17 E, assim, se alguém está em Cristo, é nova criatura; as coisas antigas já passaram; eis que se fizeram novas. (ARA)

2Co 5:17 Portanto, se alguém está em Cristo, é nova criação. As coisas antigas já passaram; eis que surgiram coisas novas! (NVI)

2Co 5:17 Assim que, se alguém está em Cristo, nova criatura é; as coisas velhas já passaram; eis que tudo se fez novo. (ARF)

Quando é experimentado o novo nascimento o velho homem passa a não mais existir, certamente que ele viverá uma luta constante contra o pecado e em um certo sentido podemos dizer que nesta “Guerra contra o pecado” haverá momentos em que ele perderá uma batalha, mas nos crentes cremos que aqueles que permanecem firmes no proposito de obedecer e honrar o nome do SENHOR serão vencedores.

O diabo é inimigo de peso, e não devemos brincar com ele, mas, ele não é mais poderoso de que o nosso SENHOR Jesus, e onde habita o SENHOR o inimigo não tem o poder de tocar os crentes (crentes verdadeiros).

O maior aliado do diabo para fazer o homem cair sempre será nós mesmo e nossa carne corrompida pelo poder do pecado. Se uma pessoa convertida não tem repúdio pelo pecado esta pessoa precisa rever sua conversão, pois, Deus é um santo Santo, que não pode contemplar o mal e então certamente os seus olhos estarão virados para aqueles que praticam o pecado, seja ele qual for. No que se refere ao novo nascimento não somente Paulo, mas o próprio SENHOR Jesus nos deixa palavras claras de que há uma libertação do poder do pecado, mas esta libertação parte dele e não de palavras de incentivo eu exorcismos de “supostos demônios de pecados específicos”.

Jo 8:32 E conhecereis a verdade, e a verdade vos libertará.

Jo 8:36 Se, pois, o Filho vos libertar, verdadeiramente sereis livres.

Quão maravilhosos são estes versos e quanta alegria eles trazem àqueles que reconhceram suas vidas de pecado e miséria diante de Deus, se arrependeram e voltaram quebrantados, humilhados e convictos do mal que tem feito diante de Deus, este Deus que é Misericordioso, más também Santo e Justo. Todos daremos contas de nossas atos e palavras.

Não tenho o poder de prever o futuro, mas ainda posso ver o passado, seja na minha memória, nos livros em vídeos e outras ferramantas modernas, e com base neste passado e no que diz a palavra de Deus, posso dizer que até hoje Lanna ainda não experimentou o novo nascimento.

1Jo 3:9 Qualquer que é nascido de Deus não comete pecado; porque a sua semente permanece nele; e não pode pecar, porque é nascido de Deus.

1Jo 5:4 Porque todo o que é nascido de Deus vence o mundo; e esta é a vitória que vence o mundo, a nossa fé.

1Jo 5:18 Sabemos que todo aquele que é nascido de Deus não peca; mas o que de Deus é gerado conserva-se a si mesmo, e o maligno não lhe toca.

Os puritanos quando pregavam evitavam contar testemunhos, é possível que esta prática era por conta de eles saberem que o homem esta sujeito a cair a qualquer momento (1Co 10.12), Lanna contou seu testemunho, mas esqueceu de usar esta palavra no sentido real (testemunho = Mártir), não creio que ela deveria ter morrido como muitos mártires da fé, mas ele deveria pelo monos ter morrido para as práticas do pecado, morrido para este mundo e assim poder verdadeiramente estar em Cristo.  Estar em Cristo isto é importante! De nada vale ter uma igreja pregar, aceitar pecadores ativos.

Alguém pode dizer: mas Jesus ama os pecadores, ele relacionou-se com eles!

Eu respondo: Jesus ama os pecadores arrependidos, e relaciona-se com estes mesmos, quando levaram a presença de Jesus uma mulher adúltera a fim de condenar não somente a ela mas ao próprio Jesus, pois naquele tempos não era permitido aos judeus condenar ninguém a morte, apenas aos romanos era concedido tal poder. Mas mesmo sendo esta mulher pecadora Jesus não a condenou, mas perguntou onde estavam os que lhe condenavam, ele não a condenou, mas exortou-a a ir “e não pecar mais”. Aí esta o cerne, “Não pecar mais”.

Is 59:2 Mas as vossas iniquidades fazem separação entre vós e o vosso Deus; e os vossos pecados encobrem o seu rosto de vós, para que não vos ouça.

Nossos pecados trazem separação entre Deus, e não somos por ele ouvidos, como alguém pode achar que consegue cultuar a Deus em uma vida de pecado? Quero lembrar que isto vale para todo e qualquer pecado independente de “supostos tamanhos”. Um culto agradável para Deus só é´possível com o arrependimento antes, um quebrantamento (Sl 51.17).

Entrei nesta questão para que Lanna saiba que de nada adianta que ele mantenha uma igreja se ela mesma não se arrepender de seus pecados.

O Catecismo Maior de Westminter traz duas perguntas que devem colocar muitos lideres cristão com uma “pulga atrás da orelha”. São elas:

129. Que se exige dos superiores para com os seus inferiores?
Exige-se dos superiores, conforme o poder que recebem de Deus e a relação em que se acham colocados, que amem os seus inferiores, que orem por eles e os abençoem; que os instruam, aconselhem e admoestem, aprovando, animando e recompensando os que fazem o bem, e reprovando, repreendendo e castigando os que fazem o mal; protegendo-os e provendo-lhes tudo o que é necessário para a alma e o corpo; e que, por um procedimento sério, prudente, santo e exemplar glorifiquem a Deus, honrem-se a si mesmos, e assim preservem a autoridade com que Deus os revestiu.
Ref: Dt 6:6,7; Cl 3:19; I Sm 12:23; Jó 1:5; Pv 29:15; I Rs 3:28;8:55,56; Is 1:17; Ef 6:3,4; Rm 13:3,4; I Pe 2:14;3:7; Tt 2:4,15; I Tm 4:12;5:8.

130. Quais são os pecados dos superiores?
Os pecados dos superiores, além da negligência dos deveres que lhe são exigidos, são a ambição incontrolável, a busca desordenada da própria glória, repouso, proveito ou prazer; a exigência de coisas ilícitas ou fora do alcance de os inferiores poderem realizar; aconselhando, encorajando ou favorecendo-os naquilo que é mau; dissuadindo, desanimando ou reprovando-os naquilo que é bom; corrigindo-os indevidamente; expondo-os descuidosamente ao dano, à tentação e ao perigo; provocando-os à ira; ou de alguma forma desonrando-se a si mesmos, ou diminuindo a sua autoridade por um comportamento injusto, indiscreto, rigoroso ou negligente.
Ref: Gn 9:21; Ex 34:2,4; Lv 19:29; Dt 17:17; I Rs 12:13,14; Is 56:10,11;58:7; Jr 5:30,31;6:13,14; Dn 3:4,6; Mt 14:8;23:2,4; Mc 6.4; Jo 5:4;7:18,46-48; At 4:18; Ef 6:4; I Pe 2:19,20; Fp 2:21;Hb 12:10.

Eu sei que muitos cristãos desconhcem ou mesmo não reconhcem a autoridade deste símbolo de fé, mas ele esta de acordo com apalavra de Deus. eu quero atentar apenas para a parte em negrito da pergunta nº 130. aconselhando, encorajando ou favorecendo-os naquilo que é mau. Lamentavelmente muitos caem neste pecado e Lana não esta isenta. expondo-os descuidosamente ao dano, à tentação e ao perigo. O maior perigo para qualquer cristão é o pecado, seja ele qual for, e quando os líderes praticam pecados´duplicam isto em suas congregações, ou seja, se o pastor que é o pastor faz porque eu não posso fazer? Jesus disse que fazer um destes pequeninos pecar é melhor morrer antes.

Mt 18:6 Mas se alguém fizer tropeçar um destes pequeninos que creem em mim, melhor lhe seria amarrar uma pedra de moinho no pescoço e se afogar nas profundezas do mar. 8:7 "Ai do mundo, por causa das coisas que fazem tropeçar! É inevitável que tais coisas aconteçam, mas ai daquele por meio de quem elas acontecem!

Pois é; Escândalos, nos temos visto muitos em nosso meio evangélico, mas eu quero lembra de que a palavra de Deus sempre se cumpre seja para benção ou maldição. Aí dos que promovem os escândalos. Não sou eu quem digo, são palavras Jesus. 

Confira abaixo a entrevista que o Virgula Lifestyle fez por telefone com as pastoras:

Como foi a sua conversão e o processo para se tornar uma ex-lésbica?Lanna - Eu tinha 21 anos quando me converti à religião por achar que iria para o inferno por causa de minha orientação sexual. Eu usava drogas, era alcoólatra e quando me converti essa parte da minha vida deixou de existir. A religião funcionou como um processo de restauração na minha vida, mas a minha orientação sexual nunca foi alterada. Eu nunca vivenciei nenhum processo de cura, mesmo assim segui numa busca constante para deixar de ser lésbica. Eu pensava: ‘Deus me libertou das drogas e do alcoolismo e não consegue me libertar da homossexualidade?’. Na igreja, a homoafetividade é apresentada ou como uma possessão demoníaca ou como uma doença. Eu tentava lidar com as duas coisas. ‘Se é uma doença, Deus vai ter que curar e se eu estiver possessa de algum espírito maligno, Deus vai ter que me libertar’. Tentei por sete anos.

Bem vale lembrar de que práticas homosexuais realmente levam o homem ao inferno, assim como qualquer outro pecado:

1Co 6:9 Vocês não sabem que os perversos não herdarão o Reino de Deus? Não se deixem enganar: nem imorais, nem idólatras, nem adúlteros, nem homossexuais passivos ou ativos, 1Co 6:10 nem ladrões, nem avarentos, nem alcoólatras, nem caluniadores, nem trapaceiros herdarão o Reino de Deus. (NVI)

Ap 21:8 Mas os covardes, os incrédulos, os depravados, os assassinos, os que cometem imoralidade sexual, os que praticam feitiçaria, os idólatras e todos os mentirosos — o lugar deles será no lago de fogo que arde com enxofre. Esta é a segunda morte". (NVI)

Paulo era portador de um “Espinho na carne”, da parte de Deus para que nEle não houvesse soberba, todos nós somos tentados e partir das nossas fraquezas, o diado não nos tentará naquilo que semos fortes mas onde somos fracos.  Na nosso fraqueza devemos buscar forças em Deus que deve ser nossa única fonte de força, não em objetos ou mesmos em “unjidos do senhor” que andam espalhados por aí. Apesar de tudo creio que Lanna foi e é mais uma vítima do engano de satanás que acha que pelo caminho da religiosidade ou mesmo das obras poderá entrar no “Reino de Deus” sem que tenha sido verdadeiramente transformada e abandonado seus pecados, pois é nisto que consiste o arrependimento verdadeiro, “O abandono do pecado”.

Quanto a questão Doença homeosexual, Deus fará, pois Ele o considera não como doença, mas como pecado e aúnica cura para o pecado é o arrependimento e como ja disse o abandono do mesmo.

Culpar o diado ou algum espirito malígno palas praticas do pecado, na verdade é fugir da responsabilidade dos seus próprios erros, seguindo o exeplo de adão e Eva (Gn 3). tiago diz de onde procede o pecado:

Tg  1. 13 Ninguém, ao ser tentado, diga: Sou tentado por Deus; porque Deus não pode ser tentado pelo mal e ele mesmo a ninguém tenta. 14 Ao contrário, cada um é tentado pela sua própria cobiça, quando esta o atrai e seduz. 15 Então, a cobiça, depois de haver concebido, dá à luz o pecado; e o pecado, uma vez consumado, gera a morte.

O diabo sempre semeou o engano e distorceu a palavra a fim de desviar o povo do caminho de Deus, de roubar não bems ou semelhantes mas a fé, quando lhe foi permitodo tocar nas posses de Jó, vou que ele não pecou, tocou-lhe o corpo, mas Jó mesmo não tendo sofrido calado, não blasfemou contra Deus, e pode dize em meio a sua angustia: Porque eu sei que o meu Redentor vive e por fim se levantará sobre a terra (Jó 19.25). Jesus nos diz que se formos fieis a té o fim herdaremos a cora da vida. Ceder as paixos humanoas é ser adultero ou mesmo infiel para com Deus:

Tg 4:4 Adúlteros e adúlteras, não sabeis vós que a amizade do mundo é inimizade contra Deus? Portanto, qualquer que quiser ser amigo do mundo constitui-se inimigo de Deus.

Amizade com o mundo é o mesmo que concordar com as práticas deste mesmo mundo que jás no malígno.

A religião faz uma lavagem cerebral contra a homossexualidade?
Lanna
- Hoje eu cheguei à conclusão de que a religião demoniza tudo o que ela não explica e não entende. A homossexualidade é uma questão muito cheia de ramificações e interpretações. A própria igreja não chega a um consenso sobre o que pensa a respeito. Enquanto tem uma parte que garante que é uma possessão demoníaca, outra parte tem certeza de que é uma doença. Por mais que no fundo a igreja saiba que a homossexualidade não é abominável, ela se recusa a corrigir um erro. É difícil voltar atrás e reconhecer que errou depois de milênios condenando os homossexuais. É mais fácil manter como está.

Lanna tem razão. muitos religiosos são tendenciosos a tirar a culpa do pecado no homem e colocar em demonios, mas isto também é fruto do engano, a culpa é do homem e do pecado que ele cometeu, o texto acima de Tiago 1.13-14 deixa bem claro que o homem é que é culpado de seu pecado. Digo mais, enquanto ele não os confessar diante de Deus e colocar a culpa nos demonios ou mesmo em doenças ou desvios sevuais ele não se arrependerá e não receberá perdão da parte de Deus. Porém se os confessar.

1Jo 1:9 Se confessarmos os nossos pecados, ele é fiel e justo para nos perdoar os pecados, e nos purificar de toda a injustiça.

mas isto só é possivel mediante a confissão e arrependimento, doutra forma não há como.

Você escondia sua verdadeira orientação sexual ou estava convicta de que havia sido realmente “curada”?
Lanna
- Eu divulgava essa tal cura havia sete anos e pregava contra a homossexualidade. As pessoas me conheciam como “A missionária Lanna Holder, ex-lésbica”. Quando fui pra Boston, eu já estava conformada, achando que teria que viver minha vida toda escondendo minha verdadeira orientação sexual. Eu mentia, pois tinha certeza de que a minha orientação sexual era imutável, ao contrário do que eu fazia as pessoas acreditarem. Fiz tudo o que a igreja mandou fazer para deixar de ser lésbica: quebra de maldição, cura interior, desligamento de alma, quebra de vínculo. Depois de tudo, minha orientação sexual não mudou e então cheguei à conclusão de que fazia parte da minha natureza. Esconder foi a minha única opção. Fiquei casada com um homem, não porque era o que eu queria, mas porque era o imposto para que eu não fosse para o inferno.

Nesta questão volto de novo ao arrependimento e confissão, mas quanto ao ponto em que Lanna diz: “que fez o que a igreja mandou ela fazer” me pergunto se lhe foi colocada a opção do arrependimento eou foi usado para com ela práticas sincréticas  comuns no evangelicalismo moderno.

É possivel que Lanna nunca tinha tido opção de crescer no evangelho da Graça, e logo que alguns lobos viram uma pessoa sendo “ainda” transformada pela graça a colocaram como modelo para os que lutam contra o homosexualismo (isto eu apenas conjecturo, embora não duvide disto).

No que diz respeito a paáticas citadas de: quebra de maldição, quebra de vinculo, desligamento da alma. Quero aqui espressar meu reúdio pois estas práticas ao meu ver são distorções satanicas para que visam afastar do homem  o reconhecimento e consequentemente o arrependimento pelos seus pecados. O Evangelho da salvação não é o medo do inferno mais a vontade de estar em Jesus Cristo e assim segui r amanter uma comunhão com ele através de uma vida de santidade e luta contra o pecado.

Nota: Nenhum de nós é exemplo para outros melhor do que o exemplo de Cristo. Jesus é nosso maior exemploe é a quem devemos todos os dias imitar. Quanto mais eu vejo igrejas honrando homens e os colocando em pedastais mais eu vejo estaes memsos homen cairem pelo caminho que trafegam.

Como foi o momento em que você se viu diante da paixão por uma mulher após tantos anos garantindo ser ex-lésbica?
Lanna
- Nos conhecemos e no começo nos tornamos grandes amigas. Tivemos uma associação total na religião e quando chamavam a Rosania para cantar, me chamavam para pregar. A vida nos uniu. Viajamos pelos Estados Unidos juntas e eu confidenciava a ela os problemas que tinha em meu casamento, pois como o “exemplo” que eu era, não podia contar para ninguém o que eu enfrentava. Não falava sobre minha orientação sexual, mas conversávamos sobre diversas questões. Quando me dei conta, tudo o que eu fazia era pensando na Rosania. Eu queria estar ao lado dela e percebi que aquilo que eu sentia não era apenas amizade. Eu chorei muito, orei muito e perguntava a Deus quando aquilo passaria. Minha paixão por ela começou a confrontar com tudo aquilo que eu dizia ser errado em minhas pregações.

Como todo cristão na história ate mesmo profetas de Deus, somos provados, a questão é: como enfrentamos as provações, e o que são provas ou tentações:

José foi tentado pela mulher de Potifar (Gn 39) e ele fugiu, dizendo “como poderia eu pecar contra Deus”, nossos pecados sempre são contra Deus e devemos lembrar de que quando pecamos ofendemos Áquele que é Santo e puro de olhos. A lição que fica aqui é que todos nós ao sermos tentados em nossas fraquezas devemos “fugir” da possibilidade de pecarmos.

Deus certamente fala aos seus filhos quando estaão sujeitos a cairem, mas muitas vezes nós nos achamos muito mias capazaes de enfrentar o inimigo sozinhos e desarmados. Muitos quando caem em pecado (de natureza sexual principalmente) normalmente já cairam antes em pecados mais sutis como: soberba, autoconfiaça, e etc… A receta para resitir nos dias perigosos a palavra nos ensina:

Mt 26:41 Vigiai e orai, para que não entreis em tentação; na verdade, o espírito está pronto, mas a carne é fraca.

1Pe 5:8 Sede sóbrios; vigiai; porque o diabo, vosso adversário, anda em derredor, bramando como leão, buscando a quem possa tragar;

Confiar em sí mesmo foi o pecado de Pedro ao negar Jesus, o proprio Jesus o avisou de ele seria peneirado por satanás, mas ele diise que não, ele não o negaria, e não só o negu como também usou de palavras de baixo calão quando o fez. A soberba, a autoconfiça, a independencia de Deus fez reis e servos cairem, por que você acha que eu ou memso você não cairia, se caminhasse nesta caminho escorregadio? O salmista bem clamou “SENHOR, também da soberba livra o teu servo” Sl 19.13.

Como você encarou a paixão pela Lanna já que nunca havia tido interesse em uma mulher antes?
Rosania
– Eu percebi um sentimento diferente por ela e então conversamos e admitimos estar apaixonadas. Choramos muito, pedimos muito perdão a Deus e, como éramos casadas, nos sentíamos muito erradas, pois cometemos adultério. Nosso pecado na verdade não foi o nosso amor, mas sim o fato de sermos casadas e de adulterarmos por seis meses. Quando eu era criança, me sentia um pouco diferente das minhas amigas. Mas nunca tinha tido contato sexual com uma mulher até, de repente, me ver apaixonada pela Lanna. Nada foi planejado, deixei o barco me levar, tentei fugir, ficamos separadas, mas a vida nos uniu. Eu sempre digo que me apaixonei por um ser humano e não necessariamente por uma mulher.

Certamente Rosana não ve aqui a plenitude de seus pecados, o que é triste: tamto a biblia condena a prática homosexual como o adultério, mas vamos observar o adultério, o que Jesus diria?

Mt 5:31 Também foi dito: Aquele que repudiar sua mulher, dê-lhe carta de divórcio. 5:32 Eu, porém, vos digo: qualquer que repudiar sua mulher, exceto em caso de relações sexuais ilícitas, a expõe a tornar-se adúltera; e aquele que casar com a repudiada comete adultério.

Bem houve sim o adultério, e isto é suficiente para levar ao inferno, mas quero ressaltar que de acordo com o verso 32 os dois maridos traídos estão livres para constituir novas familias e serem abençoados por Deus, o que no meu ver não é o caso das duas mulheres. Porém também temos o texto de Romanos 1.32. Quem concorda com tais práticas esta sujeito a mesmo candenação.

Eu não concordo com práticas deste tipo nem dentro nem fora da igreja e aqui mostro todo meu repúdio por “homosexuais pastores”, me refiro aos homosexuais que dizem conhcer a verdade e posam de pastores, quanto aqueles que não conhcem a graça de Deus, por eles tenho mesericordia e peço que Deus os alcance para a sua infinita Glória.

Não responderei as outras perguntas separadamnete, mas ferei algumos perguntas:

Como a igreja trata os pacadores não arrependidos? Mateus 18.15-19. Lmebrando que a igreja só trata pecaodres arrpendidos, Em 1Co 5.1-5 paulo relata um casa que aos nossos olhos parece menor do que homosexualismo, um membro que mantinha uma relação com sua madrasta, ele aconselhou a igreja a entregá-lo nas mãos de satanás. Os irmãos devem usar de misericódia para com irmãos que caem em pecados seja de que natureza for, como nós temos uma herança “católica romana” temos atendencia a condenar apenas os pecados de adultperio, mas todos os pecado são detestáveis diante de Deus. Precisamos ser misericordiosos com os pecadores, mas nunca, jamais compactuar com suas praticas pecaminosas, Lembre-se de Romanos 1.32.

Hipocrisia é um pecado, mas mesmo existindo dentro da igreja jamais deve ser usada para justificar práticas pecaminosas na vida de quem quer que seja. Como já disse antes nosso Mior exemplo é e sempre será o SEnhor Jesus, o apostolo Paulo entendento que talvez para muitos de nós fosse dificil imitar o o senho ele nos da um alvo mais proximo quendo diz: “sejam meus imitadores como eu sou de Cristo.”

Como é a relação com seus filhos (Rosania tem um filho de 15 anos e Lanna tem um filho de 11 anos)
Rosania
– De toda essa história, a coisa mais legal é a nossa relação com nossos filhos. Somos uma família incrível, agimos de maneira muito natural. Meu filho ama a Lanna e adora conversar com ela. Aliás, ele conta mais coisas pra ela do que pra mim. Não tem como uma pessoa afirmar que uma família constituída por gays não é coisa de Deus. Somos uma família feliz que vive em harmonia.

Discordo de Rosania, e afirmo que uma familia constituida por Deus é de homem e mulher, (Gn 3), Deus os criou homem e mulher (Gn 2)e não homem mulher o outra opção qualquer. A ídeia de familia parte daqueles que pelas leis naturais da criação podem produzí-las.

Como surgiu a ideia da igreja inclusiva?
Lanna
– Tentamos frequentar outras igrejas, mas sempre ouvíamos as mesmas afrontas dos pastores no púlpito contra os gays. Começamos a fazer amizade com uma série de ex-evangélicos que também não eram aceitos na igreja por conta de sua orientação sexual. Pensamos em fazer algo em nossa casa mesmo, mas em 2011 inauguramos a igreja com 15 pessoas, hoje temos cerca de 500 membros.

Não creio em nenhuma igreja ou léder que não pregue o arrependimento de pecados e não posso crer que isto seja um projeto de um Deus que abomina o pecado e sim projeto daque que é o pai da mentira e do pacdo. De nada adianta trazaer pecadores a igreja se eles não poderem em Jesus Cristo terem acesso ao pai, serão apenas religiosos pervertidos. E engano tem levado mais pessoas para o inferno do que mesmo o próprio mundo, com todos sos seus atrativos. A maior arma do diabo é a mentira e eo engano.

Ex: Venha como esta Jesus te ama como você esta. Jesus pode até nos amar como estamos mas salvará apenas os que se arrependerem de seus pecados. Deus não tem prazer na morte do ímpio, mas o condenará. É claro que a bíblia do hétero é a mesma que a do hétero o que muda é a interpretação e digamos uma interpretação diabólica, distorcida e distante da verdadeira palavra de Deus.

Aqui eu trmino, se desejarem ver toda a entrevista clique na foto e terão acesso.

Para estas senhoras deixo meu clamor para que Deus use de misericódia com elas e possam verdadeiramente arrepender-se dos seus pecados, lamntar e choarar diante de Deus. Se podesse lhes dizer algo pessoalmente pediria que não seguissem com um projeto pessaol que cahmam de igreja que na verdade visa apenas a afastar as pessoas da verdade.

Provavelmente não há como restaurar suas famílis visto que ja se constituiram outras, mas ainda há tempo de restaurar suas vidas e livrar suas almas do fogo do inferno.

Lanna, diise que casou por medo do inferno, mas cedeu e permanece no pecado sem medo dete mesmo inferno.

Que Deus tenha misericódia destas vidas e de todos nós.

Em Cristo

Por: Evandro Marino.

Fonte da entrevista: Genizah

Foram usados aqui os trechos da ortigo do Genizah inclusive a entrevista, todos os testos em azul são de responsabilidade de Evandro Marinho, moderador deste blog.