sexta-feira, 25 de junho de 2010

Pecadores nas mãos de um Deus irado (7)

Aplicação (5)




2. E à ferocidade de Sua ira que vocês estão expostos. “Lemos, com freqüência, sobre a ira de Deus, como pôr exemplo em Isaías59: 18: Segundo as obras deles, assim retribuirá: furor aos seus adversários.” E também em Isaias 66:15: “Porque, eis que o Senhor virá em fogo, e os seus carros como um torvelinho, para tornar a sua ira em furor, e a sua repreensão em chamas de fogo.” E assim é em muitos outros lugares da Bíblia. Lemos também em Apocalipse 19:15: “...o lagar do vinho do furor da ira do Deus Todo-poderoso.” Essas palavras são incrivelmente aterradoras. “Se estivesse escrito apenas a ira de Deus”, isso já nos faria supor algo bastante temível. Mas está escrito: “o furor da ira de Deus”, ou seja, a fúria de Deus, o furor de Jeová’ Oh, quão terrível deve ser esse furor! Quem pode exprimir ou conceber o que essas palavras contém? Mas não é apenas isso que está escrito, e sim “o furor da ira do Deus Todo-poderoso.” Essas palavras dão a entender que uma grande manifestação de Seu poder onipotente vai acontecer. Através dela Ele infligirá aos homens todo o furor de Sua ira. Assim como os homens costumam manifestar sua própria força através do furor de sua ira, a onipotência divina irá, da mesma forma, se enfurecer e se manifestar. Então, qual será a conseqüência de tudo isso? O que será do pobre verme que vier a sofrer todo esse mal? Que mãos serão tão fortes, e que coração conseguirá suportar tanto furor? A que terrível, inexprimível, inconcebível abismo de miséria irá chegar a pobre criatura humana que será vitima disso tudo! Pensem bem, vocês que estão aqui agora, e que permanecem em estado pecaminoso. O fato de Deus vir a efetivar o furor de Sua ira, torna implícito que Ele infligirá esse castigo sem compaixão. Quando Deus olhar a indescritível aflição do vosso estado, e vir como vossos tormentos são absolutamente desproporcionais à vossa força, e como vossas pobres almas estão esmagadas, imersas em trevas eternas, não terá compaixão de vocês, não irá deter a execução de Sua ira, ou, de forma alguma, tornar mais leve Sua mão. Nessa hora Deus não usará de misericórdia para com vocês, nem conterá Seu vento impetuoso. Ele não terá consideração para com o vosso bem estar, e nem irá evitar que vocês sofram. Na verdade, fará com que sofram na medida exata que Sua rigorosa justiça vier a requerer. Nada será modificado só pelo fato de ser difícil para vocês suportarem. ‘Pelo que também eu os tratarei com furor; os meus olhos não pouparão, nem terei piedade. Ainda que me gritem aos ouvidos em alta voz, nem assim os ouvirei.” Ez. 8:18. Deus está pronto, agora, a usar de compaixão para com vocês. Hoje é a dia da misericórdia. Vocês podem clamar neste instante, e ter esperanças de alcançar Sua graça. Mas quando o dia da misericórdia passar, vosso lamento, o pranto mais doloroso, os gritos, serão em vão. No que diz respeito ao vosso bem estar, vocês estarão completamente perdidos e alienados de Deus. O Senhor não terá outra opção senão a de entregar-vos ao sofrimento e à miséria. E vocês continuarão não tendo outra perspectiva, pois serão vasos de ira, preparados para a destruição. Não haverá outro uso qualquer para tais vasos, senão o de enchê-los da ira de Deus. Quando clamarem ao Senhor, Ele estará tão longe de consolar-vos que, inclusive, está escrito a esse respeito que Deus irá, simplesmente, “rir e zombar” de vocês. Prov. 1:25-26, etc. Vejam quão terríveis são essas palavras do grande Senhor: “O lagar eu o pisei sozinho, e dos povos nenhum homem se achava comigo; pisei as uvas na minha ira; no meu furor as esmaguei, e o seu sangue me salpicou as vestes e me manchou o traje todo.” Is. 63:3. quase impossível se conceber palavras que tragam em si uma manifestação maior destas três coisas: desprezo, ódio e fúria de indignação. Se clamarem a Deus pôr consolo, Ele estará longe de querer vir consolar-vos, ou de querer demonstrar-vos qualquer interesse ou favor. Ao contrário, o Senhor simplesmente irá esmagar-vos sob Seus pés. E apesar de saber que, ao pisotear-vos, vocês não poderão suportar o peso de Sua onipotência, ainda assim Ele não
Vai Se importar, e irá esmagar-vos debaixo de Seus pés, sem piedade, espremendo o vosso sangue e fazendo com que o mesmo espirre longe, manchando Suas vestes, maculando Seu traje. Ele não só irá odiar-vos, como devotará a vós o maior desprezo. Lugar algum será considerado próprio para vocês, a não ser debaixo de Seus pés, para serem pisados como a lama das ruas.

[1ª Parte][2ª Parte][3ª Parte][4ª Parte][5ª Parte][6ª Parte][7ª Parte][e-Book]