terça-feira, 11 de maio de 2010

Crianças de papelão


*Meditação: Meu filho, se os maus tentarem seduzi-lo, não ceda! (Provérbios 1:10)
*Pensamento: O mundo de amanhã será moldado pelo que ensinamos aos nossos filhos hoje.
*Leitura: Provérbios 1:8-19



Quando Mike Wood começou a divulgar sua empresa de anúncios, não sabia quão útil se tornaria o seu trabalho. Alguns de seus cartazes eram figuras de crianças em um papelão grande, o qual colocou perto da rua.

Além de fazer propaganda do seu negócio, os anúncios tinham um outro efeito. Motoristas achavam que as figuras recortadas eram crianças de verdade e começaram a diminuir sua velocidade. Agora Mike vende os anúncios com crianças, para pais que querem que a velocidade dos motoristas apressados diminua na sua área. Mike disse: "Nós realmente esperamos que alguns dos nossos cartazes ajudem a controlar a velocidade nos bairros em todo o país".

Os pais se empenham em proteger seus filhos de perigos físicos, existem outros perigos. Salomão, o escritor de Provérbios 1, estava preocupado com as pessoas que colocavam perigos espirituais para o seu filho. Ele advertiu-o com relação àqueles que o procurariam seduzir a praticar o mal (Provérbios 1:10-14) e disse-lhe: "Meu filho, não vá pela vereda dessa gente! Afaste os pés do caminho que eles seguem, pois os pés deles correm para fazer o mal"(Provérbios 1:15-16).

Precisamos proteger nossos filhos, ensinando-lhes a Palavra de Deus e treinando-os a evitar influências más. Ruas movimentadas são perigosas para os nossos filhos, mas a sedução de andar por um caminho mau é bem mais perigoso.

Fonte: Anne M. Cetas